As chuvas que ocorreram no Rio Grande do Norte (RN) entre o sábado (2) e domingo (3) causaram destruição e diversos transtornos à população. A região Leste do estado foi a mais atingida, principalmente na faixa litorânea. De acordo com o levantamento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (RN) (Emparn), as chuvas chegaram a 245mm no acumulado entre o sábado (2) e domingo (3).

As maiores chuvas foram registradas em Parnamirim, que acumulou 226mm em 24 horas (entre a manhã do domingo e manhã desta segunda-feira (4), além de outros 18.8mm no sábado. Em Natal (RN), foram 194mm no acumulado entre os dois dias, com 164.5mm somente em um dia. Arez (RN) (188mm), Nísia Floresta (RN) (180mm) e Vila Flor (RN) (175mm) também tiveram grandes chuvas, assim como Touros (RN), Maxaranguape (RN), Pedro Velho (RN), Passagem (RN), Jundiá (RN), Brejinho (RN) e Ielmo Marinho (RN), que registraram chuvas superiores a 100mm.

Em média, as chuvas no litoral potiguar atingiram, em um dia, metade do previsto para todo mês de julho. Natal (RN) decretou calamidade e a Defesa Civil dos municípios da Grande Natal (RN) e do Estado estão em prontidão para sanar possíveis nossos problemas de correntes das chuvas do fim de semana, principalmente nas áreas de encostas.

Para esta segunda-feira, a Emparn prevê chuvas de baixa intensidade em quase todo o estado, com tempo parcialmente nublado. Para a faixa litorânea, no entanto, ainda há a previsão de tempo nublado com chuvas e trovoadas.

Confira boletim aqui.

Tribuna do Norte