Mais de 12 pacientes que estavam internados com Covid-19 em hospitais de Manaus (AM) foram transferidos a Natal (RN) na realização de transferência, na noite desse domingo (17/01). Com esse embarque, o número de pacientes que já foram transferidos chega a exatamente 74. O governo busca chegar ao número de 235 pacientes transferidos do Amazonas para estados circunvizinhos, mas não informa até quando finalizará este processo.

 

Inicialmente, o previsto para o embarque seria de 15 pacientes. Depois, a própria Força Aérea Brasileira (FAB) informou que seria de 14 pacientes e, mudou os planos, até chegar à quantidade exata de 12. Durante a tarde do domingo de (17/01), outros 15 pacientes embarcaram para o estado de João Pessoa. Anteriormente, foram enviados 9 pacientes a Teresina, 23 a São Luís e 15 para Brasília.

 

Crédito Imagem: CNN Brasil

 

O Estado com a maior preocupação do Brasil, pelo menos ao que aparenta, o Amazonas, enfrenta de frente o forte colapso no sistema de saúde por falta de oxigênio em hospitais de Manaus, que estão superlotados por conta do aumento recorde de internações por Covid. Visto essa situação, muitos pacientes não tinham outra opção a não ser de ser transferidos para outros estados.

 

A crise de oxigênio também está em evidência, pois a situação não pode ser classificada por menos que alarmante, ou melhor, aterrorizante. Então, o Governo do Amazonas, muito pressionado, publicou no diário oficial do estado, a prorrogação do decreto que suspende as atividades econômicas ‘não essenciais’ até o dia 31 de Janeiro. Apenas nesse domingo o Amazonas registrou 1.227 novos casos oficiais da doença da pandemia.

 

 

Gostaríamos de deixar nossa preocupação com a população e, apoiar então, a vacina contra a Covid-19.

Aqui é o seu lugar! notícias recentes e direto ao ponto, então nos siga nas redes sociais, @portalparnapop.

Gostou das informações?! Então, siga as redes sociais do @portalparnapop e compartilhe para mais pessoas ficarem sabendo.

 

Crédito Imagem Principal/Capa: Agência Brasil

Postado por: Elias Freitas