O Rio Grande do Norte se banqueteou e está em completa felicidade na mente de grande parte da população, muito disso se deve à chegada de mais de 14.600 doses da vacina Coronavac.

Após um repleto caos, o mundo, aguardara uma salvação, uma chance de recomeço para novas relações interpessoais, uma nova esperança e, isto por fim aconteceu de fato quando, chegaram as primeiras doses das vacinas imunizantes contra a Covid-19.

E o Brasil também entra nessa história, é claro. Então, com mais uma possibilidade de vacina para a população, mais pessoas devem se vacinar e terem mais fé no sistema de saúde mundial.

 

A chegada:

A Governadora do estado potiguar, comunicou que todo o Rio Grande do Norte recebeu mais uma leva, e desta vez, de 14.600 doses da vacina Coronavac, nesta segunda-feira (25/01).  A aeronave que transportou o material pousou as 11h15 no RN. Segundo ela, o lote chegou após o estado receber 31,5 mil doses da vacina de Oxford, enviadas pelo Ministério da Saúde.

 

“O lote de hoje ainda está longe de ser suficiente para todos, mas vamos conseguir imunizar cerca de 7.400 pessoas com as duas dosagens necessárias”, disse a governadora em uma mídia social. Ela tinha afirmado anteriormente que a quantia seria de 14,8 mil, porém, logo corrigiu, esclarecendo o real número.

 

 

Sobre a vacina de Oxford:

 

Universidade de Oxford: quase 1000 anos de história

(Crédito Imagem: Universidade Intercâmbio)

 

 

Além da Coronavac que muitas pessoas devem saber as suas origens, existe também a vacina feita pela famosa “Oxford”, então devemos saber o que é Oxford, não é mesmo?

 

Oxford é uma universidade e, que por sinal, é a mais antiga instituição de ensino ativa existente no planeta. A mesma foi fundada no ano de 1090 e cresceu de vez em 1167, após o Rei Henrique II da Inglaterra proibir seus estudantes de irem a Paris. A própria universidade ressalta e gosta da afirmação: “Oxford é mais antiga que o império Azteca, Genghis Khan e a Catedral de Notre-Dame de Paris”.

Logo, com uma boa reputação e excelentes universitários, ela conseguiu o feito de produzir a vacina mais rápida da história da humanidade. Um fato curioso é: para toda adversidade, existe uma semente benevolente equivalente, ou seja, com tal feito, a universidade pode ter desbloqueado uma barreira inimaginável na pandemia, sendo a de vacinas mais rápidas para o mundo.

 

(Pelo fato de ser de uma origem estrangeira, preferimos esclarecer mais sobre Oxford, para que todos tenham mais acesso às informações)

 

A vacina de Oxford pousou no aeroporto de São Gonçalo do Amarante, região metropolitana de Natal, domingo (24/01) as 16h.

 

Vacinação:

Por conta do número reduzido de doses, até agora, o Estado iniciou apenas a vacinação em profissionais da linha de frente da Covid-19 e idosos em instituições, como em asilos.

 

 

Aqui é o seu lugar! notícias recentes e direto ao ponto, então nos siga nas redes sociais, @portalparnapop.

Gostou das informações?! Então, siga as redes sociais do @portalparnapop e compartilhe para mais pessoas ficarem sabendo.

 

Crédito Imagem Principal/Capa: Portal Covid 19 Governo do RN

Elaborado e Postado por: Elias Freitas