A tarde deste sábado (19) foi um misto de animação e cuidados com o meio ambiente para a população de Rosa dos Ventos. Na Praça Juarez Balbino (conhecida como praça do primeiro andar), as equipes da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semur) e do projeto Se Cuida Parnamirim desenvolveram ações de conscientização, assim como dança, ginástica, exercícios aeróbicos e distribuição de brindes por parte das empresas parceiras.

Encabeçando a ação, os agentes da Semur abordaram moradores das imediações, motoristas, motociclistas e pedestres, com a distribuição de material educativo e informativo que, de forma lúdica, ajudam na compreensão de como se deve fazer o descarte correto da água servida. Os agentes deixaram claro que sem essa prática, o rejeito doméstico no estado líquido passa a ser um sério problema para qualquer cidade, inclusive de saúde pública.

O secretário adjunto da pasta em Parnamirim, Francimar Fonseca, contou que o evento deste sábado funcionará como pontapé inicial para os que ainda estão por vir. “Nossa intenção é levar essa iniciativa para outros bairros, como Pirangi, Nova Esperança, Parque Industrial e Boa Esperança”, disse. O adjunto continua: “Essa é uma das maiores atribuições de nossa secretaria, a conscientização. O despejo de água servida nas ruas ocasiona mau cheiro, aparecimento de pragas e prejuízo ao erário, já que os produtos contidos no rejeito doméstico contém detergente, sabão, e esses são materiais inimigos do asfalto”, esclareceu.

O projeto Se Cuida Parnamirim foi um dos parceiros da Semur, trazendo turmas de diversos polos de atuação para o desenvolvimento das atividades na praça do bairro. Com a música e movimentação agradáveis, muitas famílias compareceram e ajudaram a abrilhantar a tarde do sábado. Os agentes de trânsito da Sesdem auxiliaram no controle do trânsito no local, preservando a fluidez e a não ocorrência de engarrafamentos.

A Guarda Municipal também marcou presença, atuando com rondas no local, o que garantiu a segurança das famílias presentes. O adjunto da Semur disse que em conversas internas, a ideia é que a iniciativa do evento de conscientização aconteça em Parnamirim com uma periodicidade mensal. “Pretendemos inicialmente reduzir os pontos críticos de nossa cidade atingidos por esse problema. Para isso estamos nas ruas diariamente fiscalizando, mas também com o trabalho educativo que é tão importante”, finalizou.

Fotografia de: ASCOM – ELIANA FÉLIX / CEDIDA PELA SEMUR